terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Dobragem Antiga das "Aventuras de Tom Sawyer"

O programa da SIC "Boa Tarde" dedicou um programa inteiro aos desenhos animados. Foram destacadas algumas séries e foram convidados vários actores que participaram nessas dobragens.
Neste caso, destaco a parte dedicada ao "Tom Sawyer". Estiveram presentes no estúdio as actrizes Ermelinda Duarte(Tom Sawyer) e Irene Cruz(Huckberry Finn). Também esteve presente no estúdio a actriz Carmen Santos(Becky) que também participou na dobragem, mas apareceu destacada noutra série.

4 comentários:

Ana C. Nunes disse...

Vou divertido ver isto, mas não concordo com aquela ideia de que as crianças devem ser escudadas de coisas como a morte e a tristeza. Afinal, mais tarde ou mais cedo vão descobrir, por isso mais vale que seja pelos desenhos animados, que tentam atenuar um pouco isso, sem lhe tirar o drama, do que através da realidade, que é bem mais dura.

Guida disse...

Boa noite.
Antes de mais muitos parabéns pelo blog, está excelente!!
Adorei ver este excerto do programa, obrigada.
Sabe se existe em algum site ou se pode disponibilizar o programa todo?

Rob disse...

É pena ser uma pessoa incapaz a fazer a entrevista. mas mesmo assim é um prazer ver estas lendas da dobragem portuguesa, Ermelinda Duarte e Irene Cruz na TV a falar sobre aqueles tempos.
Melhor seria que as deixassem falar mais, porque vontade não lhes faltava e notou-se que devem ter muitas historias para contar.

Anónimo disse...

Infelizmente esta entrevista já não está disponível no youtube, mas recordo-me de a ter visto em directo na televisão.
Recordo-me de a dada altura terem dito que se recusaram a dobrar alguns episódios da Heidi por considerarem que eram demasiado violentos, nomeadamente um episódio que retrata morte de um passarinho. o que me obrigou a ir buscar os episódios em falta à dobragem em castelhano, pois não concordo nada com a opinião de que as crianças devem ser escudadas de sentimentos como a morte, a tristeza, a perda ou a frustração. São sentimentos da nossa condição humana e têm de ser trabalhados desde criança, caso contrário mais tarde não saberão nem terão condições para conseguirem lidar com eles, o que pode dar origem a situações muito graves na adolescência e/ou idade adulta.

Mas foi uma óptima entrevista, pena já não estar disponível. Gostava de a poder rever.